Desconstrução criativa: encurtando ciclos de inovação

Taboca 2016-07-13

Tema da palestra

No sistema capitalista, o conceito de destruição criadora refere-se aos ciclos de inovação que lançam desemprego e destruição nas indústrias, mas que reconstroem novas indústrias impulsionadas por tecnologias e soluções, que surgem em períodos cada vez menores. Para Schumpeter, o protagonista dessa destruição criadora é o empresário inovador.

Marcio (Taboca) Galli parte desse conceito para abordar a “Desconstrução Criativa” : os casos de uso, ideias, motivações e metodologias que sugerem uma plataforma para desenvolvermos nossa capacidade de inovar no mercado.

Palestrante

Marcio começou a hackear soluções a partir da sua vontade por desconstruir as coisas — um interesse sutilmente revelado nas práticas de quebrar brinquedos. E em um ambiente tranquilo e favorável, uma vez que seus pais não lhe puniam por aquilo, desenvolveu hábitos de olhar os objetos, e a natureza, como elementos que pudessem ser transformados. Essa visão cresceu e proporcionou viagens além da desconstrução, revelando caminhos para a construção. Marcio mudou-se para o Vale do Silício em 2000 e trabalhou como evangelista de tecnologia e em projetos de inovação para empresas como Netscape, Yahoo! e Mozilla, ao voltar ao Brasil. Hoje é empreendedor e atualmente trabalha para SlidN, uma startup que favorece a cocriação de conteúdo, permitindo que autores possam criar apresentações colaborativas.

Abertura

Começamos com a História de Louis Plante, músico e engenheiro elétrico, diagnosticado com Fibrose Cística. Aprendemos assim, olhando tudo isso como uma história de sobrevivência, de guerras, de liberação. Mas no meio disso tudo surgiu a ideia de inovação.

Vídeo

Eric von Hippel and Louis Plante at 6:43min + 1min

Motivação

Ciclos de inovação

Inflection in revolution

image

Inovação

Michael Dearing, fala aos calouros de Stanford sobre Destruição Criadora. Michael lembra que aqueles empreendedores inovadores da nova indústria, as máquinas a vapor, foram responsáveis por destruir a velha indústria da escravidão.

Desconexão entre as boas ideias, do dinheiro e da gestão. Visão de Schumpeter.

Motor Centenial Corliss

O que mais se celebrava?

Destruição criadora e liberdades

image

3 pontos que mudaram tudo

image

Pausa dos vales

Vídeo

O dilema do inovador

Hábitos condições terrenos

image

image

image

image

Zoom in nas plataformas

Vídeo

O que os computadores e sistemas operacionais nos trazem?

Vídeo

Placas Tecnônicas

Ententa sua plataforma?

Libertação

Vídeo

Reconhecimento

Reconheça suas caixas

Entenda seus colaboradores (direito e esquerdo)

Reconhecer o ambiente público

Reconheça seu conhecimento, sua rede de valor

Execução

O que outros fizeram

image Photo by https://www.flickr.com/photos/imagesbywestfall/5855284480

Preparo para a jornada

image

Vídeo

Shhh (Prévia para cultura)

Sintetizando, destilando e produzindo

Inovação e desafios para escalar a cultura

Quando o dragão acorda

Estratégias de gestão em crescimento

Fim

Referências

Guy Kawasaki

Em The Art of Innovation pontos principais do Guy Kawasaki.

O problema do vale - quantos meses dura um VP de vendas

"Fast forward not quite two centuries and many talented people in Silicon Valley are in McCallum’s shoes. They’ve risen rapidly in their careers because they were great at their jobs, because the company was growing like crazy, or both. They are getting shoved into leadership and management roles. And it is the hardest transition many of them have ever faced.

Against all their hopes and dreams, the bigger the company gets, the less well things work. Instead of productivity and happiness, there’s the opposite. These companies often have plenty of financial runway. And they have raw talent that’s the envy of the world. But they grind the gears on general management — burning too much cash, energy, and time setting goals, organizing the work, getting it done, and improving performance. The gears grind, people get frustrated, and the runway gets a lot shorter."

Michael Dearing https://gigaom.com/2014/12/07/what-a-letter-from-1855-can-teach-us-about-startups-today/

Tetos altos e baixos (SHARP)

Gestão para crescimento

References order

Liberdades

Execution

Goals

Take off

Flying

Landing

Culture

End

Additional

Agilidade versus Silos

Em Design Thinking meets Lean, Eric Ries fala que as coisas de Customer Development, Lean, Design Thinking, Agile, são todas baseadas em certos pontos em comum. Eric reclama que esses processos são iterativos mas ainda são feitos em silos, o que causa prejuizo para inovação Agile, Design Thinking, Lean, and Silos

Sobre previsões do crescimento do produto total

" E evidente que o registro histórico da produção em qualquer dado período não justifica, de maneira alguma, uma extrapolação * e, ainda menos, uma extrapolação que se estende por meio século. (* Essa afirmação se mantém, em princípios gerais, em qualquer série temporal histórica, uma vez que o próprio conceito de seqüência histórica implica a ocorrência de transformações irreversíveis na estrutura econômica, que se pode esperar que afetem a lei que rege qualquer dada quantidade econômica. A justificação teórica e, de maneira geral, o tratamento estatístico são, por conseguinte, necessários até mesmo para as extrapolações mais modestas. Pode-se dizer, no entanto, que nosso caso foi de certa maneira facilitado pelo fato de que o composto geral representado pelas séries de produção e idiossincrasias etc.; itens individuais tenderão, até certo ponto, a se cancelarem uns aos outros.) " Joseph A Schumpeter; Capitalismo, Socialismo e Democracia

Peter Thiel, sobre a grande maioria e a escravidão - A imagem em anexo traz a referência de Peter Thiel "De início, apenas uma minoria de abolicionstas sabia que a escravidão era ruim."

image